Reciclagem de PVC

A indústria do PVC sempre reciclou a maioria dos resíduos provenientes das fases de colocação em operação de seus equipamentos e máquinas. O mesmo é válido para os diversos tipos de transformação final, injeção, extrusão, termoformagem e outros.

As vantagens em reciclar os objetos de PVC, uma vez atingidas o final de seu ciclo de vida, dependem de vários fatores: seletas coletivas organizadas, impactos sociais, custos e também o balanço ecológico local através de seus impactos ambientais.

Os Compostos de PVC são 100% recicláveis seja por meios físicos (mecânicos) ou químicos ou através de meios para recuperação de energia (energéticos). 

 

 

Reciclagem Mecânica: Dominada

Vários processos de reciclagem mecânica funcionam atualmente em diversas áreas. Após a separação mecânica, os produtos a serem reciclados são moídos, lavados e tratados para eliminação de impurezas, são então reprocessados utilizando-se diversas técnicas (granulado ou em pó) e reutilizado na produção entre outros, eletrodutos, pisos, solados, partes para sapatos e bancos, alguns inúmeros casos de sucesso são:

- Embalagens são transformadas após tratamento adequado em tubulações de drenagem ou fibras têxteis.  As embalagens são recuperadas através da coleta seletiva.
- Pisos são convertidos e reciclados em seu próprio uso, na camada de base de novos produtos.
- Vários materiais flexíveis são convertidos em solados de sapatos.
- Esquadrias e tubos usados são reintroduzidos nos seus ciclos de produção.
- Misturas de polímeros podem ser usados na produção de telas, cercas, etc. 

As quantidades de plásticos, incluindo os Compostos de PVC, estão aumentando, as tecnologias estão se desenvolvendo, mas a reciclagem mecânica não é a única opção para reciclagem no final do ciclo de vida apesar de ser a forma mais difundida. 

 

Reciclagem Química: Uma Esperança

A reciclagem mecânica não é a solução para resíduos plásticos que conjuntamente ao Composto de PVC contenha outros materiais (cabos elétricos, coberturas, lonas, "blisters", misturas com outros plásticos, etc.). 

Reciclagem química (a volta à matéria prima) é uma alternativa e é motivo para avançados estudos.  Experiências em curso são dirigidas para a quebra das cadeias dos polímeros. Dessa forma obtém-se gases e óleos, componentes normalmente presentes no inicio da cadeia produtiva dos polímeros.  A existência do PVC na mistura sendo tratada provoca a liberação do cloro na forma de ácido clorídrico o qual pode ser separado tal qual ou utilizado para produção de seus sais. 

 

 

* O Processo Vinyloop®, Segunda Vida ao PVC
Esta nova tecnologia, já em operação industrial, torna possível resolver um dos únicos obstáculos para a reciclagem dos Compostos de PVC: a separação do PVC e seus aditivos dos outros materiais. 

O processo Vinyloop® é um processo fechado, onde um solvente reciclável é usado para dissolver o PVC, após moagem e posterior separação e secagem gerando uma quantidade mínima de resíduos adequadamente tratados. 

 

Recuperação Energética: o Limite da reciclabilidade

Mesmo com as melhores tecnologias atuais.  Não é concebível reciclar-se tudo, seletas coletivas, tratamentos de separação dos outros materiais, purificação podem ter custos extremamente elevados que viabilizem a recuperação energética através de sua incineração. 

O Composto de PVC é um material que pode ser aproveitado como fonte energética quando incinerado. Por ser um material contendo cloro em sua composição, a sua incineração gera a emissão de ácido clorídrico.  Assim é necessário o tratamento dos gases resultantes e seu mais efetivo controle. 

Nesse contexto o uso térmico constitui uma eficaz solução complementar às reciclagens mecânicas e química, de forma economicamente viável e ecologicamente correta graças aos progressos feitos nos últimos anos e em curso. 

Após sua separação mecânica, moagem, lavagem e tratamento para eliminação de impurezas ele é reprocessado utilizando-se diversas técnicas e reutilizado na produção de, entre outros, eletrodutos, pisos, solados, partes de sapatos, e bancos. Essa forma é a mais difundida com inúmeros casos de sucesso. 

fonte: Dacarto Benvic - www.dacartobenvic.com.br

Veja mais matérias bacanas abaixo!

Madeira Plástica

"Uma alternativa sustentável ao consumo de madeira natural, a madeira plástica pode ser obtida...

Mais populares

  • 1
  • 2
  • 3

Faça sabão a partir óleo de fritura usad…

Aposto que você não joga óleo de fritura no ralo da pia, mas ainda não...

Cursos de reciclagem e meio ambiente

Dezenas de milhões de "empregos verdes" estão surgindo com o investime...

Reutilizando água

Aprenda como "reciclar" água da chuva e da máquina de lavar. Economia ...

Iniciando na reciclagem de vidro

Se você tem facilidade em adquirir cacos de vidro e dispõe de um forno...

Aquecedor solar com recicláveis

Manual sobre a construção e instalação do aquecedor solar composto de ...

Isopor, é possível reciclar

Maioria dos brasileiros não sabe como descartar o poliestireno, plás...

 

Redes sociais

Patrocínio

Client Section